8 Frutas Exóticas e Seus Benefícios Para a Saúde

0
34
Frutas exóticas

Que o consumo de fruta faz muito bem à saúde todos já sabemos.

Mas quando se fala em fruta, logo se pensa nas frutas mais consumidas pela população  no país, dentre elas se destacam maçã, banana, mamão, abacaxi, manga, pera etc.

Dificilmente alguém vai imediatamente pensar em nomes como pitaya, mangostão, physalis assim que a palavra "fruta" vem à mente.

Mas como diferentes dietas se tornando populares, dentre as quais frutas cítricas, de menor impacto glicêmico se tornando igualmente populares, as chamadas "frutas exóticas" começaram a ganhar destaque.

Mas o que são frutas exóticas? E quais são seus benefícios? Vale a pena consumi-las? No que elas diferem as frutas mais tradicionais?

É o que vamos conversar hoje.

O Que São Frutas Exóticas?

Frutas exóticas são aquelas que têm sua origem diferente do local onde são comercializadas. São pouco conhecidas pela população e encontradas com mais facilidade na região em que são produzidas.

Portanto, não são todos os mercados que terão frutas exóticas. Mas elas vêm se popularizando e hoje são encontradas com certa facilidade em feiras livres.

É comum que as frutas exóticas tenham um valor mais elevado que as demais, pois não são produzidas em alta escala.

Algumas frutas exóticas vêm de diferentes países, o que também ajuda a encarecer seu valor para o consumidor.

As frutas exóticas apresentam formato, cor, aroma e sabor que chamam a atenção. Além disso, também apresentam diversos benefícios para a saúde, com nutrientes e vitaminas que contribuem com funcionamento do corpo.

Vamos falar individualmente sobre as mais populares frutas exóticas e suas principais características para o organismo em relação ao seu consumo.

1 - Cherimoia (Annona cherimola Mill)

Originária de terras altas, a cherimoia é produzida em países da América do Sul com mais de 1.500 metros de altitude, como a Colômbia, Peru e Bolívia.

No Brasil, ela é pouco cultivada, sendo mais comum na Serra da Mantiqueira, em São Paulo.

Apresenta polpa cremosa, adocicada e sementes pretas. Sua casca é verde e a superfície formada por carpelos nivelados.

É uma fruta rica em vitamina A, auxiliando na saúde da pele e dos olhos. Também possui vitamina C, sendo importante para o funcionamento do sistema imunológico, além de ter ação antioxidante e auxiliar na produção de colágeno.

2 - Granadilha (Passiflora ligularis)

Quando cortada, ela até tem um aspecto bem parecido com o de um maracujá, mas é uma fruta diferente do popular maracujá brasileiro.

Sua origem são as montanhas do México e da América Central e seu plantio é comum na Colômbia, que apresenta clima e solo que contribuem com seu desenvolvimento.

A granadilha tem uma casca dura e lisa e sua polpa muito semelhante a do maracujá, com consistência gelatinosa e sementes pretas. Com aroma e sabor próprio, esta fruta é muito utilizada no preparo de sucos, sorvetes e drinks.

É uma fruta com baixo valor calórico, rica em fotoquímicos que auxiliam no controle do colesterol e em fibras solúveis, que auxiliam na prevenção da diabetes.

3. Lichia (Litchi chinensis Sonn)

Originária do sul da China, a lichia é mais facilmente encontrada no Brasil, sendo produzida em São Paulo, Minas Gerais, Bahia e Paraná.

São frutas pequenas, com casca avermelhada e rugosidades. Sua polpa é branca e suculenta, com sabor doce e levemente ácida.

A lichia é rica em vitamina C, portanto auxilia o sistema imunológico.

Quando comparada a outras frutas ricas em vitamina C, como laranja ou limão, a lichia tem quantidades bem maiores dessa vitamina.

Também possui muitas fibras. Seus nutrientes auxiliam na saúde do coração e na regulação do sangue, além de possuir efeitos anti-inflamatórios.

4. Longan (Dimocarpus longan)

Cultivada originalmente na China, a longan é também conhecida como olho de dragão.

Com uma única semente preta, essa fruta apresenta sabor suave e adocicado que se aproxima do melão.

É conhecida por suas propriedades fitoterápicas, além de ser rica em vitamina C e ferro, que juntos auxiliam no combate a anemia. Também é considerada uma fonte de potássio, fósforo, magnésio e cálcio.

5 - Mangostão (Garcinia mangostana)

O mangostão tem origem na região tropical do sudeste da Ásia. É conhecido pelos nativos da região como a fruta mais saborosa do mundo. No Brasil, é produzido na região do litoral da Bahia e no oeste do estado de São Paulo.

Possui polpa branca de sabor doce e picante. Utilizado como suco, também pode ser consumido em cápsulas ou chá, liberando um princípio ativo que inibe a vontade de consumir doces.

Rico em vitaminas e minerais, possui ação anti-inflamatória, antiviral, antifúngica e antibiótica. Além disso, possui baixo valor calórico, sendo indicado em dietas de redução de peso e de baixo índice glicêmico.

6. Physalis (Physalis angulata)

Dedicamos um texto especial para o physalis aqui no site e seus inúmeros benefícios. Se você ainda não leu, leia.

De maneira geral, o physalis é uma fruta refrescante e possui uma leve acidez, sendo parecido com tomate. É uma fruta pequena, com casca fina e de cor alaranjada, sendo cada fruto envolvido por folhas.

Seus nutrientes ajudam a fortalecer o sistema imunológico, purificar o sangue e diminuir taxas de colesterol.

Possui características anti-inflamatórias, além de carotenoides, que auxiliam na saúde ocular.

É também uma fruta bem conhecida de mulheres tentando engravidar, tendo características que auxiliam na nidação (fixação do embrião na parede do útero).

7. Pitaya (Hylocereus undatus)

Possui uma polpa gelatinosa, com sabor suave e adocicado. Sua casca é avermelhada, porém seu interior pode ser branco ou rosa.

A pitaya é rica em vitamina A e C. Auxilia na proteção da mucosa gástrica e na melhora de inflamações. Também possui poder laxativo.

8. Rambutão (Nephelium lappaceum)

O rambutão é uma fruta originária do sudeste asiático, especialmente na Tailândia.

Seu nome vem do indonésio "rambut", que significa cabelo. Possui uma casca dura de cor vermelha e se assemelha a um ouriço. Sua polpa é amarelada, carnuda, suculenta, com sabor adocicado e ligeiramente ácido.

Suas propriedades mais marcantes são a presença de carboidratos e proteínas, que servem como estimulantes e auxiliam na prevenção de inchaços. Possui vitamina C que contribui na absorção de minerais, ferro e cobre.

Então, gostou das frutas exóticas? Você já experimentou alguma? Conta pra gente aqui nos comentários!

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui