8 Fatos Sobre a Depressão Que Você Precisa Conhecer

0
22
Fatos sobre a depressão

Quando se fala em depressão, muita gente torce o nariz. Logo sempre vem um dizendo que depressão é frescura, ou falta de Deus, mas não é.

Você diria que pressão alta é frescura? Ou que câncer é falta de Deus? Não, certo? Mas quando se fala em depressão, as "conclusões" absurdas logo aparecem.

Depressão é uma doença. Infelizmente, por ser uma doença mental, ela vem junto com um grande estigma, que levam as pessoas a não levarem a sério essa doença como levariam se estivessem com pressão alta, ou diabetes.

Não buscam tratamento especializado, não vão atrás de diagnóstico quando os primeiros sintomas surgem e raramente, quando estão em tratamento, admitem para outras pessoas que o fazem.

As doenças ou transtornos mentais sempre apresentaram, no decorrer dos tempos, muito preconceito em relação à diagnóstico e tratamento. Mas hoje se sabe que depressão é uma doença, necessita de diagnóstico e tratamento, como qualquer outra doença.

O texto de hoje buscar justamente esclarecer vários pontos sobre a depressão. Vamos saber um pouco mais sobre isso.

O Que é Depressão?

Depressão é uma doença psiquiátrica crônica e recorrente que produz uma alteração do humor caracterizada por uma tristeza profunda, sem fim, associada a sentimentos de dor, amargura, desencanto, desesperança, baixa autoestima e culpa, assim como a distúrbios do sono e do apetite.

É importante distinguir a tristeza patológica daquela transitória provocada por acontecimentos difíceis e desagradáveis, mas que são inerentes à vida de todas as pessoas, como a morte de um ente querido, a perda de emprego, os desencontros amorosos, os desentendimentos familiares, as dificuldades econômicas etc.

Diante das adversidades, as pessoas sem a doença sofrem, ficam tristes, mas encontram uma forma de superá-las. Nos quadros de depressão, a tristeza não dá tréguas, mesmo que não haja uma causa aparente.

A pessoa com depressão permanece deprimido praticamente o tempo todo, por dias e dias seguidos. Desaparece o interesse pelas atividades que antes davam satisfação e prazer e a pessoa não tem perspectiva de que algo possa ser feito para que seu quadro melhore.

A maneira que a pessoa deprimida enxerga as coisas se altera: tudo fica sem cor, não há ânimo e nada parece bom. Infelizmente, cérebros de pessoas com depressão enxergam coisas e fatos de maneira bem distorcida, por isso é tão difícil sair de um quadro depressivo sem tratamento.

Sintomas da Depressão

Além do estado deprimido (sentir-se deprimido a maior parte do tempo, quase todos os dias) e da anedonia (interesse e prazer diminuídos para realizar a maioria das atividades) são sintomas da depressão:

  • Alteração de peso (perda ou ganho de peso não intencional);
  • Distúrbios do sono (dificuldade de dormir ou sonolência excessiva praticamente diárias);
  • Problemas psicomotores (agitação ou apatia psicomotora, quase todos os dias);
  • Fadiga ou perda de energia constante;
  • Culpa excessiva (sentimento permanente de culpa e inutilidade);
  • Dificuldade de concentração (habilidade diminuída para pensar ou concentrar-se);
  • Ideias suicidas (pensamentos recorrentes de suicídio ou morte);
  • Baixa autoestima,
  • Alteração da libido.

Fatos Sobre a Depressão

1 - O Brasil é o País Com Maior Taxa de Transtornos Mentais do Mundo

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), mais de 9% da população brasileira sofrem com algum tipo de sintoma decorrente desses transtornos, como medo, insegurança, agonia e insônia. Fatores socioeconômicos como desemprego, nível de pobreza, falta de segurança e recessão são considerados de risco e contribuem diretamente para o aumento desses casos. 

Dentre os transtornos mentais, depressão e ansiedade são os principais.

2 - No Brasil, Acontece 1 Suicídio a Cada 40 Segundos

Esse tema é visto como tabu pela maior parte das pessoas, mas já é a segunda maior causa de mortalidade de jovens na faixa de 15 a 29 anos. Estima-se que a cada ano 800 mil pessoas cometam suicídio no mundo. Em países de alta renda, já foi reconhecido um forte vínculo entre os casos de suicídio e transtornos mentais enfrentados pelas vítimas, embora não seja raro que essas mortes ocorram por impulso em momentos de crise. 

3 -O Brasil é o 5º País no Ranking Mundial de Número de Pessoas Diagnosticadas Com Depressão

Números da OMS mostram que quase 6% da população brasileira apresentam algum quadro de depressão, seja leve, moderado ou grave. Essa taxa representa 11 milhões e meio de pessoas que sofrem com a doença, que, em muitos casos, não é levada a sério ou simplesmente permanece subjugada e desprezada.

4 - Cerca de 20% das Crianças Apresentam Algum Transtorno Mental

Metade dessas crianças apresentam o transtorno por volta dos 14 anos de idade. A expectativa e a insegurança quanto ao futuro contribuem para os números. Aquelas com algum tipo de transtorno mental tendem a sofrer mais com isolamento, preconceito e estigma ligados à doença, que muita das vezes não é tratada e somente aumenta os desafios que essa pessoa terá de enfrentar na vida adulta.

5 - Menos da Metade dos Adultos Tratam Seus Quadros de Transtornos Mentais

Em todo o mundo, apenas 44% dos adultos com algum transtorno mental recebem tratamento. Esses números parecem estar ligados ao preconceito e ao estigma relacionados a pessoas que precisam lidar com sua saúde mental, seja pela sociedade ou por seus familiares. 

6 - Mulheres São Mais Susceptíveis à Depressão do Que os Homens

Números apontam que 322 milhões de pessoas no mundo convivem com a doença — a maioria são mulheres.  A depressão é a maior causa de incapacidade e problemas de saúde decorrentes do agravamento do quadro, segundo a OMS. Solidão, tristeza e apatia são sintomas relacionados a essa doença. 

7 - Tratar o Paciente Sai Mais Barato do Que Não Medicar

Não apenas é menos oneroso cuidar da saúde mental preventivamente, como também é um bom investimento do ponto de vista econômico para o Estado.

O custo de se remediar os problemas sociais e de saúde que se desenvolvem devido à falta de sanidade mental das pessoas é muito maior.

Alguns estudos revelam que, a cada dólar investido no tratamento de depressão e ansiedade, há um retorno de 4 dólares em melhorias na saúde e capacidade de trabalho das pessoas que são reinseridas no contexto da sociedade.

8  - A Maior Parte das Pessoas Que Busca Tratamento Consegue Ter Bons Resultados

Um percentual de 70% a 90% das pessoas que procuram tratamento adequado para suas doenças mentais demonstram uma significativa redução dos sintomas associados.

Muitas vezes, medicamentos são associados a mudanças no estilo de vida, alimentação e à busca pelo prazer nas atividades realizadas. 

Portanto, se você apresenta alguns dos sintomas listados aqui, busque ajuda profissional. Depressão é doença e tem tratamento. Você não precisa continuar se sentindo mal assim.

DEIXE UM COMENTÁRIO

Por favor, escreva seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui